CÂMARA MUNICIPAL DO FUNCHAL   |   DEPARTAMENTO DE ECONOMIA E CULTURA   |   2018
  • www
  • Facebook - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • Vimeo - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

Com a entrada em vigor do novo Regulamento Geral de Protecção de Dados (RGPD) fica ao seu critério receber ou cancelar a newsletter.

BALCÃO DO INVESTIDOR

Inovar! Foi com este espírito que chegamos a 2019! Inovar no comércio é o tema do 5º número da newsletter #FX INVESTE.

Atenção que este não é assunto apenas para novos negócios, é-o para o tecido comercial no seu conjunto.

 

O comércio de rua, dito tradicional, tal como os restantes setores económicos tem de reinventar-se e adaptar-se às exigências do mercado e aos novos paradigmas de consumo se pretender coabitar de forma harmoniosa com as grandes superfícies comerciais.   

Uma cidade cosmopolita como o Funchal deve preservar as suas Lojas com História, marcas identitárias fortes, mas também mostrar-se aberta a novos conceitos e modelos de negócio, procurando encontrar o mix comercial adequado a residentes e turistas.

 

Comprar deixou de ser apenas um ato comercial, passando a ser uma experiência centrada na satisfação de uma necessidade e no acompanhamento pós-venda, sempre aliados aos sentimentos e emoções dos consumidores.

Lifestyle, Eco, Bio, são apenas alguns dos conceitos que marcam a atual procura e dominam os novos padrões de consumo dos millennials assim como das gerações que lhes sucedem. Inspire-se na informação que se segue!  

 

Pop-up Store: Este conceito pressupõe a abertura de um espaço comercial de venda de produtos num local estratégico por um curto período de tempo. Pretende, sobretudo, despertar o interesse do cliente por alimentar a sua curiosidade, atraindo a sua atenção para uma marca, um produto ou um serviço. Este tipo de estabelecimento permite gerir o stock existente, possibilitando a uma empresa prever a procura ou escoar o stock excedente. A empresa Melie, que comercializa preferencialmente online, aderiu ao conceito para divulgar a marca e impulsionar as suas vendas online através de um espaço temporário de venda física.

DESTAQUE

Inovar no Comércio

 

O setor do comércio é pilar da economia local e importante empregador. Os desafios que se lhe colocam, como a tecnologia e a globalização levam à crescente competitividade dos mercados e consequentemente à necessidade premente do setor reagir e adaptar-se. Para que tal aconteça à que apostar na inovação e na diferenciação.

 

Alguns conceitos tem emergido como forma de responder a uma procura cada mais informada e exigente. Outros há que não sendo inovadores na sua essência, são-no na forma, se não vejamos o sucesso por exemplo das novas mercearias, assentes em conceitos “retro” mas perfeitamente adaptadas aos tempos modernos.

 

 Seguem-se diferentes conceitos, nos quais se poderá inspirar:

 

DICAS

Lounge Store: Espaço comercial onde várias atividades comerciais são exercidas. Estas atividades são normalmente complementares e partilham objetivos comuns, permitindo aos agentes potenciar os resultados por estimularem vendas dos seus produtos através da sua associação com produtos complementares. O café Apartado 28 associa ao seu core business um conjunto de atividades culturais como espetáculos de música ao vivo, exposições de arte, entre outras.

Lab Store: Este conceito transforma os espaços comerciais um laboratórios de teste de produtos em tempo real. A interação com os clientes permite às empresas que o adotam um teste de produtos, serviços e marcas e adaptá-los em tempo real. Assim conceitos e ideias podem ser aplicados livremente e aperfeiçoados com a maximização dos resultados. A empresa pode assim optar por um posicionamento baseado no conhecimento e feedback recolhidos e, desta forma, construir uma oferta empresarial de acordo com as necessidades e desejos dos clientes. A Inimigo Clothing foi uma das lojas que adotou este conceito.

Co-store: Este conceito incorpora os valores da economia colaborativa. Num mesmo espaço, vários empresários operam, partilhando os custos associados. A Coshop é um exemplo a estudar dentro deste conceito.

Eco e Bio Store: Estes conceitos estão associados a novos estilos de vida, sendo assim conceitos destinados à exploração de nichos de mercado. O conceito eco store consiste na comercialização de produtos de reduzido impacto ambiental, procurando assim reduzir a pegada ecológica em muito associado ao consumismo. O conceito de bio store está associado à comercialização de produtos biológicos, sem químicos ou elementos artificias, de origem natural. São exemplos a considerar as seguintes lojas: Sapato Verde e Amor Bio.

Os conceitos inovadores possibilitam às lojas que os adotam uma diferenciação exclusiva dos demais estabelecimentos através da criação de uma relação de proximidade entre o consumidor e a marca. Para o crescimento dessa relação, são utilizadas diversas técnicas que vão desde a alteração do ambiente com o intuito de proporcionar maior conforto ao cliente até ao desenvolvimento de medidas que proporcionem aos consumidores experiências únicas, emocionais e sensoriais, que fazem crescer essa ligação.

 

 

ESTAR OU NÃO ESTAR ONLINE? NÃO TEM ESCOLHA!

 

Lembre-se que os millennials (adultos com menos de 35 anos) estão rodeados de informação e não dispensam as novas tecnologias. Sabemos que 55% destes compram essencialmente online. São pois consumidores informados e exigentes. Adapte-se a este novo perfil de consumidor e modernize-se, adira às novas tecnologias e à venda online.

 

SEJA SOLIDÁRIO

 

Junte-se a uma causa, pois 50% dos consumidores mais jovens está disposto a fazer uma compra numa loja ou empresa que apoie uma causa e 37% não se importa de pagar mais pelo produto.

 

MAIS DO QUE VENDAS, PROMOVA EXPERIÊNCIAS

 

Aposte no Inboud Maketing e faça com que o cliente chegue até si e não o contrário. Proporcione experiências, seja dinâmico nas redes sociais, crie um blog, partilhe ideias e conceitos e não apenas os seus produtos. Se adotar estas práticas terá no seu cliente a sua melhor publicidade.

… o município disponibiliza ao investidor um incentivo correspondente à redução de 50% nos encargos relacionados com a ocupação da via pública (esplanada) e com elementos de comunicação e promoção (publicidade)?

… a Câmara  Municipal do Funchal tem um protocolo com uma entidade privada que lhe permite obter financiamento com taxas mais competitivas?

… existem diversas plataformas digitais que o podem inspirar a criar uma loja com um conceito inovador.  Pinterest, Youtube?

 

SABIA

QUE...

 

DADOS

O ambiente económico vem oferecendo maior confiança. O Funchal apresentou em 2018 um saldo positivo  (+205) entre o número de sociedades constituídas (692) e dissolvidas (487), tendência verificada desde 2015;

 

Verifica-se que para o saldo global positivo contribuíram essencialmente o “Alojamento, restauração e similares” (+107), seguido das “Atividades imobiliárias” (+93), do “Comércio por grosso e a retalho, reparação de veículos automóveis e motociclos” (+76) e das “Atividades de consultoria, científicas, técnicas e similares” (+51);

 

Há que olhar o digital com outros olhos! Os millennials são a primeira geração digital-nativa. 81% têm perfil de Facebook e 83% dormem com o telemóvel ligados a seu lado;

 

58% dos millennials afirmam que os amigos são a principal influência nas suas decisões de compra;

 

57% dos millennials afirmam que continuam a aceder a lojas físicas mas compram maioritariamente online;

 

97% das grandes empresas têm presença online. As médias empresas ocupam o segundo lugar neste ranking com 86%;

 

A presença online é menor nas empresas com dimensão mais reduzida. 56% pequenas empresas e 36% microempresas;

 

CASO DE SUCESSO

LEGS ELEVEN COFFE

UM CAFÉ CHEIO DE VALORES ONDE TAMBÉM OS ANIMAIS SÃO BEM-VINDOS

PERGUNTAS FREQUENTES

 
 

NOTÍCIAS

LINKS DE INTERESSE
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now